Alienação parental – O que é e por quê não cometê-la?

alienação-parentalSAP – Síndrome da Alienação Parental é o termo proposto por Richard Gardner no início da década de 1980, para a situação em que a mãe ou o pai de uma criança tem a finalidade de romper os laços afetivos do filho com o outro genitor, através da desmoralização do ex-cônjuge.

 

 

É muito comum vermos casos de Alienação Parental em famílias onde os pais são separados e a ruptura da vida conjugal não foi aceita por um dos genitores (pai ou mãe), que por sua vez não consegue elaborar o luto da separação, nutrindo sentimentos como a raiva e vingança.

Muitas vezes, o pai ou a mãe usam a criança como um meio de se vigar do outro genitor, contando inverdades para o filho, desmoralizando e descredibilizando o pai ou a mãe da criança.

O que isto pode causar na família?

A criança é a maior vítima, pois tem a saúde emocional comprometida (o que gera problemas psicológicos a curto, médio e longo prazos), podendo ter fortes sentimentos de ansiedade e temor em relação ao pai ou à mãe, problemas de relacionamento, baixa autoestima, depressão, dentre outros.

Os pais também não colhem bons frutos. Quem produz a alienação dificilmente consegue seguir adiante na vida, pois está sempre ocupando o lugar de vítima, muitas vezes vive em função da vingança e consequentemente sua vida fica paralisada, amarrada (não consegue emprego, não consegue se relacionar ou não termina nada o que começou, por exemplo). Esta pessoa está psicologicamente doente e precisa buscar ajuda profissional para elaborar o luto da separação.

Já o genitor que não está cometendo a alienação vê os seus laços paternos/maternos ficarem cada vez mais frágeis, sendo rejeitado pelo próprio filho, podendo também entrar em um quadro de depressão em função disso.

Para não me alongar demais, dei ênfase aos casos mais graves, mas não é incomum que a alienação ocorra em situações mais discretas, em casos menos explícitos. Mas as consequências serão as mesmas apontadas acima.

A Alienação Parental já está prevista na lei 12.318 , que determina sanções para os pais que estiverem alienando os filhos. Estas medidas vão desde o acompanhamento psicológico, passando pela aplicação de multa, podendo chegar à perda da guarda da criança.

Precisando de maiores informações sobre o assunto? Acesse o site: www.alienacaoparental.com.br .

 

 

Isabela Leal | @cenexãopaisefilhos

Siga nosso Instagram e aproveite cada detalhe!

Join to Instagram