As cólicas…

A Bianca teve cólicas até os três meses. Eu pesquisei bastante sobre o assunto e descobri que há cólicas causadas por gases – as quais ela também tinha muitas – e há aquelas que não tem explicação mas “passam” geralmente com três meses. Fora esses dois “probleminhas” ainda teve o refluxo….

Nem preciso dizer como foram os meus primeiros três meses não é? eu me sentia uma mãe horrorosa porque estava sempre cansada, exausta, desejando que ela não precisasse mamar no peito e muitas outras coisas, que toda mãe sabe! Infelizmente, apesar de todas saberem, poucas confessam e isso contribui para nos sentirmos culpadas, principalmente, sobre a nossa atuação como mães. Parece que todas as famílias são perfeitas, exceto a nossa.

OcolO começo já não foi fácil ( como disse AQUI) e não ia melhorando. Ouvia dizer que esses momentos passam rápido mas , para mim, os três primeiros meses demoraram e muito para passar. Hoje pode até ser cansativo, por ela não parar quieta, mas não tenho saudade alguma desses três primeiros meses.

Noites mal dormidas mescladas com choros incensáveis e refluxo. Usei aquelas bolsas em gel na barriga toda hora, cortei da alimentação leite e derivados, chocolate, cafeína ( tudo que podia evitar eu eliminava da minha alimentação), tudo, dava o Flagass de seis em seis horas ( ordens médicas), fazia massagens, dei chá de camomila, erva doce, hortelã… Dei até remédios para dor ( receitados) mas nada surtia efeito!

Devido a isso ela não dormia nada a noite. Se ela mamasse de três em três horas como a gente lê seria um sonho! Mas ela mamava de hora em hora e olhe lá. Quando ela terminava de mamar às vezes ela adormecia, eu orava secretamente pedindo a Deus para ela dormir trinta minutos seguidos. Mas raro foi o dia que eu tive os tais trinta minutos. Ela chorava a noite inteira! Para mamar, para trocar roupa, por cólicas, por tudo! Todos os meus vizinhos simpatizavam com a minha dor. E, claro, todos tinham uma solução fantástica e milagrosa.

E quem disse que ela dormia de dia? Cochilava. Não sei como ela conseguia ficar tanto
tempo acordada! Li que os recém nascidos só dormiam mas a Bianca, com certeza, foi uma exceção!

A noite depois dessa rotina o marido chegava do trabalho e eu estava sempre descabelada e cheirando a leite ( quem nunca?)aí tinha uma “folga” ao menos para um banho.

Assim que o pediatra liberou a Bianca para viajar de avião ( Consultei três), não pensei duas vezes. Comprei minha passagem e fui em busca do colo da mãe. Lá eu pude descansar, dormir, ter ajuda… E isso não teve preço.

A Bianca começou a dormir a noite toda desde o segundo mês. Graças aos segredos do livro “ A Encantadora de bebês – resolve todos os seus problemas” ( Capa rosa). E não importa como o dia vai ser difícil e cansativo. Quando o bebê começa a dormir a noite toda – ou seja, você também- temos mais energia para agüentar todas as dificuldades que surgem no dia seguinte.

Cólicas, gases, refluxo são todos terríveis. Mas todos por mais que demorem passam. E receber um sorriso depois que passa a “tempestade” faz valer todas as noites mal dormidas, todo o esforço. Depois a gente lembra ( quem esquece?)com mais uma estória pra contar.

Comentários

2 Comentários
  1. postado por
    homecoming dresses at kohls
    jul 7, 2013

    Thank you for your useful informative article. I feel I’ve come away a little smarter and more open-minded by reading your article. I am saving your article to my favorites to show to my family.

  2. postado por
    Karine
    abr 17, 2013

    Meu filho está com 2 meses e meio e só teve um breve episódio de cólica. Estou tendo bastante cuidado com a minha alimentação, consumindo leite sem lactose e evitando o máximo possível alimentos como café, chocolate, refrigerantes. Temperos fortes, feijão e repolho também devem ser evitados. Sei que cada criança é uma realidade diferente, mas estas dicas me auxiliam desde a minha primeira filha. Que Deus abençoe a todos!

Siga nosso Instagram e aproveite cada detalhe!

Join to Instagram