Azia na gravidez

aprenda-a-como-acabar-com-a-azia-na-gravidezHá diversos mitos que cercam o universo materno, um deles é a AZIA. Muitos falam que é porque o bebê nascerá cabeludo. Mas não é nenhuma teoria científica que suporte tal argumento.

 

 

Se assim o fosse, a Bianca seria a criança seria super cabeluda  ( E como todos sabem, ela com prestes a fazer dois anos tem pouquíssimo cabelo). O detalhe é que a azia é comum a partir do segundo trimestre de gestação e eu tive até o final. Eu que nunca tinha sentido azia na vida ( é isso mesmo que você leu), fui sentir pela primeira vez quando grávida.

E só fui reconhecer que era azia quando fiz a relação dos sintomas que tinha lido nos livros sobre gravidez. E porque várias pessoas falavam na tal queimação no estômago.

aziaNada a ver com os cabelos do bebê, a azia é uma sensação de queimação que às vezes parte da garganta e vai até a boca do estômago. Ela é causada pelas mudanças físicas e hormonais que estão acontecendo no seu corpo.

Durante a gravidez, a placenta produz o hormônio progesterona, que relaxa os músculos lisos do útero. Esse hormônio também relaxa a válvula que separa o esôfago do estômago, e os ácidos gástricos que participam da digestão acabam subindo pelo esôfago, causando a sensação desconfortável de azia. A progesterona também diminui o ritmo das contrações naturais do estômago, deixando a digestão em geral mais lenta.

Mais para o fim da gravidez, a cavidade abdominal fica apertada porque o bebê está crescendo, e isso torna a eliminação dos ácidos do estômago mais lenta, além de empurrá-los esôfago acima, provocando a azia.

Engraçado foi o dia que descobri… Fomos almoçar na minha sogra e quando chegamos em casa, comecei a sentir uma azia muito forte, eu na hora não sabia bem o que era nem tinha feito a tal relação que citei acima. Cheguei  a comentar com ele que devíamos ir a um hospital porque estava com uma queimação muito forte. E ele “Onde?” e daí fui eu a explicar o que estava sentindo. Enquanto eu dizia relembrei o que tinha lido e comecei a rir, ele estranhando perguntou todo preocupado e eu “ É azia!”, claro que depois ele foi falar de todo estardalhaço que eu fiz por conta de “ Uma azia de nada”. E ficou impressionado que eu nunca tinha tido uma. Rimos até hoje desse dia ( Depois que passam, muitas histórias se tornam contos hilariantes)

Toda vez que eu falava com a minha sogra que estava com azia ela falava que ia nascer cabeluda. E teve horas que, de fato, achei. Por isso comprei mil laços…. Vai que era verdade?

Depois de tentar tudo que li na internet: chupar gelo, chupar limão, dormir sentada ( Engraçado é que minha ginecologista passou um remédio para aliviar mas eu não cheguei a tomar. Evitei qualquer remédio durante a gravidez inteira embora soubesse que muitas amigas tomaram e que não faria mal algum. Vá entender…). O fato é que só passou depois que a Bianca nasceu mesmo, e como eu previra, nasceu carequinha minha princesa.

 

 

 

 

Descrição médica da azia na gravidez por Baby Center

Comentários

1 Comentário
  1. postado por
    Assunção cartao de credito bradesco
    abr 19, 2014

    Preciso de mais informacoes sobre isto para um trabalho da faculdade, quem souber de mais info me envia um email: conaongelados_artesanale@yahoo.com.br

Siga nosso Instagram e aproveite cada detalhe!

Join to Instagram