Quarto do bebê com móveis de família

Eu sou daquelas pessoas que ama móveis antigos e com história da família. Eu, particularmente, adoro todo o romantismo, leveza, aconchego e história que esses móveis trazem. Quero contar para a minha filha que geraçōes antes dela usaram os mesmos móveis, cada um adaptado a sua época, claro. Essa é a melhor parte dos móveis antigos: eles têm tanta qualidade que podem ser usados durante décadas, serem reformados e continuarem novos! E assim vão passando por geraçōes e fazendo parte da história das famílias.

pasted-image-small-16

 

Depois que o bebê cresce, os móveis ainda podem ser reformados de novo e podem compor a decoração de outros cômodos, como o caso de uma penteadeira que pode virar um aparador, um berço que pode virar escrivaninha ou uma cadeira de balanço que pode ir para a sala ou o quarto dos pais.

 

 

 

Aqui foi assim. Peguei a cama que foi do meu pai, depois foi minha e agora foi toda reformada para a minha ME. A cadeira de amamentação tem mais de 100 anos: Foi da minha bisavó e estava abandonada na casa do meu vô. Eu ficava de olho sempre que passava por ela, até que um dia pedi e ganhei a lindona para mim. Ela ficou anos no meu quarto, até que a premiada foi a Maria Eduarda. E lá ela está. O armário todo provençal também foi resgatado e reformado DIY mesmo e hoje é um dos meus móveis preferidos.

pasted-image-17Algumas famílias têm até mesmo o berço guardado. Infelizmente, eu não tinha e essa é a única peça nova do quarto da minha bebê. Adoro a ideia de misturar antigo e novo, clássico e moderno. Assim, vamos compondo um quarto aconchegante e cheio de história para contar.

 

 

Além dos móveis, resgatei também uma coleção moranguinho antiga e deixei como parte da decoração. É claro que tem itens novos, mas usar esses móveis e itens que têm história deixaram a tarefa de decorar o quarto da minha bebê muito mais gostosa.

 

Por Liz Busch

 

Siga nosso Instagram e aproveite cada detalhe!

Join to Instagram